EDUCADOR(A) – (MACEIÓ – AL) – VIRAÇÃO EDUCOMUNICAÇÃO

  • Tempo Integral
  • MACEIÓ
  • Salário: 3500,00
  • 3 anos de experiência comprovada

Site Viração Educomunicação

TERMO DE REFERÊNCIA PARA A CONTRATAÇÃO DE EDUCOMUNICADORAS/ES

Termo de Referência para a contratação de 02 educadoras/es residentes e/ou atuantes nas grotas de Maceió, com experiência comprovada de pelo menos 3 anos na facilitação de processos formativos com adolescentes e jovens, comunicação, mídias e  engajamento comunitário. 

1. APRESENTAÇÃO

O Instituto Pólis e a Viração Educomunicação em parceira técnica para a implementação do Programa de Formação de Juventudes em Comunicação Popular, Experimentação Midiática e Engajamento Comunitário, realizado no âmbito do projeto Visão Alagoas 2030, um projeto do Governo de Alagoas, em parceria com o Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat), fazem saber que no período de 1º a 19 de junho de 2022, estarão abertas as inscrições online para a seleção e contratação de 02 educomunicadoras/es responsáveis por facilitar processos formativos em comunicação,  experimentação midiática e engajamento comunitário para as juventudes nas grotas da cidade de Maceió. 

As inscrições serão realizadas através de formulário virtual, com apresentação de currículo, comprovante de experiência profissional e entrevista. 

2. DO QUE TRATA ESTE TERMO DE REFERÊNCIA

O presente Termo de Referência visa a seleção de 02 educomunicadoras/es interessadas/os em prestar serviços para o Programa de Formação de Juventudes em Comunicação Popular, Experimentação Midiática e Engajamento Comunitário, desempenhando a função de facilitadoras/es de processos formativos em comunicação, experimentação midiática e engajamento comunitário para as juventudes da grotas de Maceió.

O Programa de Formação de Juventudes em Comunicação Popular, Experimentação Midiática e Engajamento Comunitário é um projeto de comunicação e mobilização social que pretende contribuir para que adolescentes e jovens que vivem nas grotas de Maceió se apropriem de técnicas e ferramentas de comunicação para mobilizar seus territórios e promover transformações socioambientais. Ele vai fomentar a articulação com diferentes atores locais que possam fortalecer e ampliar os impactos da iniciativa e favorecer a atuação em rede.

 

3. QUEM PODE PARTICIPAR DESTE TERMO DE REFERÊNCIA

3.1 Podem participar do processo de seleção proposto neste Termo de Referência educadoras e educadores residentes e/ou atuantes nas grotas de Maceió, com experiência comprovada de pelo menos 3 anos na facilitação de processos formativos com adolescentes e jovens, educomunicação, mídias e/ou  engajamento comunitário.

3.2 Podem participar somente pessoas que residam e atuem no município de Maceió , que conheçam e aceitem as condições determinadas por este Termo de Referência e que apresentem a documentação exigida nos itens 4 e seus subitens. 

3.3 Podem participar somente pessoas com o esquema vacinal para COVID-19 completo, de acordo com os critérios adotados em Maceió.

3.4 Serão priorizadas as candidaturas de pessoas negras, indígenas, migrantes, romanis (ciganos), mulheres, mães-solo e LGBTQIAP+, com especial atenção para a população trans. 

3.5 Não podem participar pessoas que não atendam às exigências e condições estabelecidas neste Termo de Referência 

4. ATRIBUIÇÕES PREVISTAS PARA AS/OS EDUCOMUNICADORAS/ES CONTRATADAS/OS

4.1 As/Os profissionais contratadas/os atuarão na implementação do Programa de Formação de Juventudes em Comunicação Popular, Experimentação Midiática e Engajamento Comunitário, de acordo com as atribuições previstas neste Termo de Referência. 

 

4.2 As/Os profissionais atuarão de forma presencial e online, conforme cronograma de trabalho a ser construído após a contratação, junto à coordenação do projeto.

 

4.3 As/Os profissionais contratadas/os realizarão as seguintes atividades: 

Planejamento e produção de atividades educativas com adolescentes e jovens participantes do projeto; 
Mobilização de adolescentes e jovens;
Facilitação de processos de formação e experimentação midiática que contribuam para que adolescentes e jovens observem as potências e fragilidades dos territórios onde vivem – na perspectiva do direito à cidade –, criem e disseminem produtos de comunicação multimídia e realizem projetos e intervenções no campo da comunicação que visem a transformação comunitária;
Apoio técnico, político e pedagógico para que adolescentes e jovens concebam e implementem intervenções comunitárias no campo da comunicação;
Participação em processo de curadoria e edição dos materiais de comunicação criados por adolescentes e jovens ao longo dos processos de formação sobre as histórias, narrativas, personagens, lutas, demandas e conquistas dos territórios onde vivem para compor uma Coletânea de Memórias, que será publicada em formato de livro ao final do projeto.
Fomento, apoio e orientação para criação de uma Agência Jovem de Comunicação Comunitária na qual adolescentes e jovens das grotas de Maceió possam se articular de forma permanente para a criação e disseminação de conteúdos e produtos midiáticos com relevância sociocultural;
Participação em reuniões e outras atividades necessárias ao bom andamento do projeto; 
Apoio na mobilização e articulação de atores que sejam relevantes para o fortalecimento das ações do projeto;
Criação de relatórios de percurso e relatório final.

5. DA CONTRATAÇÃO E REMUNERAÇÃO 

5.1 A contratação será realizada como prestação de serviços de pessoa jurídica (MEI); 

5.2 A contratação será formalizada por meio de contrato de prestação de serviços; 

5.3 O contrato terá duração de até 08 meses (de junho de 2022 a janeiro de 2023); 

5.4 A carga horária será de 36 horas semanais, em dias e horários a combinar posteriormente;

5.5 O valor para esta prestação de serviços é de R$ 3.500,00 (três mil e quinhentos reais) por mês;

5.6 O pagamento será realizado sempre mediante a apresentação de nota fiscal pela/o profissional contratada/o. 

6. COMO SE INSCREVER? 

6.1 As inscrições estarão abertas no período de 09h (horário de Brasília) do dia 1º de junho de 2022 até às 23h59 (horário de Brasília) do dia 19 de junho de 2022.

6.2 As pessoas que tiverem interesse em participar do processo de seleção proposto neste Termo de Referência, deverão realizar inscrição online através do formulário de inscrição. 

6.3 Para se inscrever, as pessoas interessadas deverão preencher o formulário conforme orientado no item 6.2 e anexar currículo profissional e comprovantes de experiência de pelo menos 3 anos na facilitação de processos formativos com adolescentes e jovens, educomunicação, mídias e  engajamento comunitário.

6.4 O currículo e os documentos de comprovação, deverão ser organizados em um único arquivo no formato pdf. 

6.5 Para fins de comprovação de experiência e atuação profissional, poderão ser apresentados os seguintes documentos:

Portfólio; 
Contratos de trabalho (CLT e/ou PJ); 
Declarações de trabalho;

6.6 Outros documentos poderão ser apresentados, ficando a critério da equipe de seleção avaliá-los como documentos elegíveis ou não elegíveis para a finalidade de comprovação de experiência e atuação profissional, de acordo com as especificações do Termo de Referência. 

7. COMO SERÁ A SELEÇÃO

7.1 O processo de seleção será conduzido por uma equipe técnica formada por integrantes da coordenação e gestão do projeto;  

7.2 A seleção será realizada em duas etapas:

Etapa 1: Análise de currículo e comprovação de experiência;

Etapa 2: Entrevistas individuais;  

7.3 As entrevistas serão realizadas de forma online e somente com as pessoas cujos currículos forem selecionados. 

7.4 Serão critérios para a seleção: 

Alinhamento do perfil e das experiências profissionais ao objetivos do Programa de Formação de Juventudes em Comunicação Popular, Experimentação Midiática e Engajamento Comunitário;  
Experiência no trabalho formativo com adolescentes e jovens; 
Experiência em comunicação, mídias e engajamento comunitário;
Atuação nos territórios vulnerabilizados da cidade de Maceió;
Alinhamento e comprometimento com as prerrogativas dos Direitos Humanos;
Disponibilidade para realizar todas as ações e atividades descritas no subitem 4.3 

7.5 Serão aplicados e observados como critérios de seleção os marcadores de diferença de raça, gênero, sexualidade e território. 

DÚVIDAS E MAIS INFORMAÇÃO

Dúvidas ou pedidos de informações adicionais poderão ser enviadas para o email selecao@viracao.org até o dia 8 de junho.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS 

O Pólis – Instituto de Estudos, Formação e Assessoria em Políticas Sociais é uma Organização-Não-Governamental (ONG) de atuação nacional, com participação em redes internacionais e locais, constituída como associação civil sem fins lucrativos, apartidária, pluralista e reconhecida como entidade de utilidade pública nos âmbitos estadual e federal. Fundado em 1987, a cidade, a atuação em políticas públicas e o desenvolvimento local definem a sua identidade.

A cidadania, como conquista democrática, é o eixo articulador de sua intervenção dirigida à construção de cidades justas, sustentáveis e democráticas.

A partir também da pesquisa, mobilização, formação e assessoria contribuímos para o fortalecimento da capacidade de ação autônoma da sociedade civil – dos movimentos sociais, suas entidades, fóruns e redes – na perspectiva de intervir nos processos políticos e culturais da sociedade por meio da problematização e proposição de políticas públicas. 

https://polis.org.br/ | https://www.instagram.com/institutopolis/

A Viração Educomunicação é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos, criada em março de 2003, que atua com comunicação, educação e mobilização social para a promoção dos direitos humanos de adolescentes e jovens. Sua missão é conectar, inspirar e engajar meninas, menines e meninos na construção de uma sociedade justa, participativa e diversa a partir de processos, projetos e produtos educomunicativos. 

A organização tem experiência em trabalhos com grupos de diferentes naturezas; na articulação de redes; elaboração e implementação de projetos socioeducativos; realização de processos de formação e mobilização; coberturas jornalísticas-educomunicativas e produtos multimídia por e para crianças, adolescentes e jovens; na gestão de processos de comunicação para o desenvolvimento e na criação de materiais instrucionais. 

www.viracao.org | @viracaoeducom | fb.com/viracao.educomunicacao | issuu.com/viracao 

O Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat) estabeleceu-se em 1978, como resultado da Conferência das Nações Unidas sobre Assentamentos Humanos (Habitat I). Atua em projetos relacionados a diversos temas urbanos em cidades de todo o país, com foco na melhoria da qualidade de vida em um mundo majoritariamente urbanizado; na construção de cidades e comunidades seguras, resilientes e sustentáveis e na promoção da urbanização como uma força transformadora positiva para pessoas e comunidades. O Escritório Regional para América Latina e o Caribe e o escritório para o Brasil e Cone Sul estão localizados no Rio de Janeiro. No Brasil, conta com equipes fixas nas cidades do Rio de Janeiro (Rio de Janeiro), Belo Horizonte e Juiz de Fora (Minas Gerais), Barracão e Foz do Iguaçu (Paraná), Maceió (Alagoas) e Recife (Pernambuco).

https://www.instagram.com/onuhabitatbrasil

O Visão Alagoas 2030 é um projeto do Governo de Alagoas, em parceria com o Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat), voltado ao desenvolvimento de estratégias e soluções integradas para uma prosperidade urbana sustentável e inclusiva no estado.

Presente no território desde 2017, o ONU-Habitat tem somado esforços para produzir dados qualificados e diagnósticos para uma melhor compreensão dos espaços urbanos de Alagoas, dando especial ênfase para os assentamentos informais de Maceió, além de propor estratégias de ação para o estabelecimento ou aperfeiçoamento de políticas públicas, planos e programas do Governo de Alagoas.

http://visaoalagoas2030.al.gov.br/

Para se candidatar a esta vaga envie seus detalhes por e-mail para selecao@viracao.org

Related Post